Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2021

Reinício das actividades da A.C.E.R. - Percurso «Arquitectura de veraneio» - 03.05.2021 - 15:00h

Imagem
Por haver sido atingido o limite máximo de pessoas/grupo de acordo com as actuais medidas de concentração, somos compelidos a encerrar o processo de inscrições. Entretanto sugerimos que mantenha contacto com a A.C.E.R. através do TM 967578481 para tomar conhecimento de alguma possível desistência e poder preencher a respectiva vaga Reiniciando as actividades da A.C.E.R. após o longo período de confinamento a que temos estado sujeitos pela eclosão da pandemia COVID, iremos realizar no dia 03-05-2021 pelas 15:00h o percurso «A Arquitectura de Veraneio - Do Castelo do Queijo ao Molhe» orientado pelo Arq.to José Pedro Galhano Tenreiro. Dado ser de 6 pessoas o limite máximo de participantes permitido, apenas aceitaremos inscrições até aquele quantitativo dando preferência a associada(o)s da A.C.E.R..Procuraremos, durante o evento, cumprir com as medidas de protecção sanitária actualmente em vigor: obrigatoriedade de uso de máscara e distanciamento físico.    Poderá inscrever-se enviando

Linhas Rosa e Amarela do metropolitano do Porto avançam sem autorização ambiental legítima - 2021.04.13

Imagem
Quatro associações do Porto, de defesa do ambiente e do património, publicam uma Carta Aberta sobre o arranque das obras das Linhas Rosa e Amarela do Porto sem autorização ambiental legítima: ACER - Associação Cultural e de Estudos Regionais, Campo Aberto - associação de defesa do ambiente, Clube Unesco da Cidade do Porto e NDMALO-GE Núcleo de Defesa do Meio Ambiente de Lordelo do Ouro - Grupo Ecológico denunciam ausência de autorização ambiental legítima no arranque das obras das Linhas Rosa e Amarela do Metro do Porto. Veja-se adiante: LINHA ROSA E LINHA AMARELA AVANÇAM SEM AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL CARTA ABERTA À AGÊNCIA PORTUGUESA DO AMBIENTE   Carta Aberta ao Exmo. Senhor Presidente da Agência Portuguesa do Ambiente - APA As quatro associações signatárias têm vindo há meses a alertar as autoridades e o público para incongruências inexplicáveis no processo de autorização ambiental das obras relativas às Linhas Rosa e Amarela, no Porto e em Gaia. É com surpresa e apreensão, por isso, qu